O Setembro Amarelo e a Medicina Veterinária

Categoria é uma das mais afetadas por depressão; taxa de suicídio é de 10:1 em relação à população geral

Este mês de setembro ficou destinado desde 2014, pela Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina, para incentivar campanhas de prevenção ao suicídio, tendo neste ano de 2022 o lema escolhido: “a vida é a melhor escolha!”.

Mas porque essa data é tão importante na medicina veterinária?

De acordo com DATASUS a taxa de suicídio de médicos veterinários é de 10:1 em relação à população geral, além do altíssimo índice de profissionais diagnosticados com síndrome de Burnout.

A saúde mental do médico-veterinário

Diante de dados tão alarmantes, o movimento setembro amarelo vem ganhando força entre estudantes, médicos veterinários e no próprio Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

A desmotivação da classe surge devido à baixa remuneração, carga horária de trabalho excessivas e, principalmente, pela falsa imagem culturalmente enraizada que o veterinário deve trabalhar “por amor”.

Campanhas como setembro amarelo auxiliam na visibilidade diante desta problemática e no desenvolvimento de diversas ações de conscientização.

A valorização da medicina veterinária deve ocorrer primariamente dentro dos estabelecimentos que empregam esse profissional e estender-se até todos que usufruem de seus serviços.

O acolhimento, o acompanhamento psicológico e a avaliação das condições de trabalho são fundamentais para o bem estar físico e psicológico de todo profissional e única forma de diminuir os casos, afinal a vida é a melhor escolha!

Escrito por: Luana Pontes – Médica Veterinária – CRMV 5472