Deficiência de cálcio em animais

A importância do cálcio para o fortalecimento ósseo em pets

A importância do cálcio para o fortalecimento ósseo em pets

A importância do cálcio

Assim como nós, os animais demandam uma alimentação balanceada e repleta de nutrientes para contribuir com o seu crescimento, afinal, do contrário, os riscos para a saúde deles podem ser ainda maiores. E um dos principais minerais que fazem parte dessa alimentação balanceada é o cálcio.

Isso porque, além do fortalecimento ósseo, o cálcio colabora para outras funções, como cardiovasculares, neuromusculares, endócrinas e do sistema imunológico dos animais.

O cálcio e fósforo, por exemplo, estão presentes em 90% da massa óssea dos animais, logo, a ausência desses componentes na alimentação dos pets leva à deficiência na formação dos ossos e dentes.

No entanto, a ausência de cálcio ainda pode se desdobrar em diversos outros problemas na saúde do seu melhor amigo, seja ele felino ou canino.

Continue lendo para compreender melhor os riscos dessa deficiência nutricional e os sinais para identificar caso seu pet esteja precisando de mais cálcio na alimentação!

 

Riscos da deficiência de cálcio

A falta de cálcio no organismo dos animais pode gerar:

 

  • Retardo do crescimento – pode afetar os animais de todos os portes, mas apresenta um risco alto para filhotes nascidos de mães com deficiência de cálcio durante a gestação;
  • Raquitismo – doença causada pela deficiência de cálcio, fósforo e vitamina D, que forma uma espessamento das articulações condrocostais, deixando os ossos frágeis e propensos a fraturas. Inclusive, por ocorrer durante a fase de crescimento do animal, pode causar problemas de postura irreparáveis;
  • Osteomalácia – também causada pela deficiência de cálcio e fósforo relativa ao sistema endócrino, a doença consiste em deixar os ossos “moles”;
  • Osteopenia – antecessora da osteoporose, é uma condição de perda de massa óssea e que, se tratada a tempo, pode evitar uma fragilidade mais grave dos ossos;
  • Osteoporose – estágio mais avançado de fragilidade óssea devido à falta de absorção do cálcio nos ossos, sendo mais comum em animais idosos.

 

Deficiência de cálcio em cães e gatos.
Observe o seu pet para identificar os sinais a tempo.

 

Fique sempre atento aos sinais

A principal forma de observar se o seu pet está com deficiência de cálcio é através do corpo e comportamento.

Se você observar que seu pet está com um crescimento lento comparado a outros da mesma raça (ou, para melhor comparação, irmãos de uma mesma cria), ele pode estar sofrendo deste problema.

Ou ainda, se você observar que, mesmo se alimentando bem, o seu cão ou gato está com os ossos finos e marcando a pele, vale a pena você procurar um veterinário para examiná-lo.

Por fim, ele também pode apresentar convulsões, desorientação, fadiga muscular, constipação e hipertensão pela falta do mineral.

No entanto, nesses casos, é ainda mais incisiva a necessidade de levá-lo ao veterinário, pois pode estar sofrendo de causas ainda mais graves.

Recomendamos que, ao perceber qualquer sintoma, aja de forma imediata para cuidar do seu pet com o acompanhamento e tratamento correto de um médico veterinário.

 

Esteja sempre de olho na alimentação e saúde do seu melhor amigo!

Ainda assim, a sua melhor atitude sempre será a prevenção. Por meio da alimentação balanceada, será possível evitar que seu cão ou gato sofra dessa deficiência e siga saudável!

Por isso, a primeira coisa que você deve saber é que: os níveis de cálcio (e outros minerais) devem ser moderados para o seu pet, pois o excesso deles também pode ser extremamente prejudicial à saúde deles.

Dessa forma, informe-se com o veterinário da sua confiança e aprenda sobre o que é mais indicado para a alimentação do seu amigo de 4 patas.

Para dar um pontapé no seu conhecimento, algumas fontes de cálcio que são excelentes para incluir na alimentação do seu animal são:

 

  • A casca de ovo triturada;
  • Os ossos de outros animais (preferencialmente crus);
  • Iogurte e outros derivados do leite – mas somente podem ser dados sob orientação médica;
  • Peixes como atum, sardinha e trutas cozidos;
  • Espinafre, batata doce e brócolis para os pets que já são familiarizados com verduras e legumes.

 

Existem diferentes formas de você nutrir o seu pet com esses alimentos ricos em cálcio, no entanto, reforçamos a orientação do médico veterinário para que você possa adaptar a alimentação dele da melhor forma.

E, é claro, complementar a alimentação correta do seu pet com o NUXCELL Beta Osteo fará com que os resultados de fortalecimento dos ossos dele sejam ainda melhores!