Maus tratos: crime e sinal de alerta

Maus tratos: crime e sinal de alerta

Crueldade contra animais é o quinto crime  mais cometido no Brasil

Conversamos sobre esse tema com a professora e pesquisadora do Curso de Medicina Veterinária da UniFil, Mariana de Mello Zanim (CRMV/PR 13655), patologista que também atua em medicina legal.

Infelizmente, não existem números oficiais precisos sobre maus-tratos a animais no país. Mas a Sociedade Brasileira de Direito Animal (SBDA) estima que apenas 1% do total chega a ser denunciado. Entre 2017 e 2019 houve um aumento de 64% nas denúncias recebidas pelo Disque 100.

Já em 2021 os dados foram de com 590 casos denunciados por mês, com um aumento em 2022 para 1094 denúncias ao mês.

Mas afinal, existe uma correlação entre esses comportamentos? Quem agride um animal é potencialmente um agressor de humanos?

A resposta é sim. Essa relação é estabelecida pela  Teoria do Link, dos psiquiatras Ascione e Arkow. Nos estudos conduzidos por eles, ficou constatada essa ligação entre violência contra pessoas e maus-tratos à animais. 

O médico veterinário pode ajudar a identificar os casos de maus tratos animais:

“Talvez seja a pessoa mais capacitada para fazer isso, já que é ele que recebe o animal em seu consultório e vai poder identificar as lesões do animal ou até distúrbio de comportamento, pois nem sempre o animal que sofre maus tratos tem lesões abertas ou visíveis, muitas vezes as lesões são psicológicas.” afirma Mariana de Mello Zanim

Nesses casos, o profissional tem o dever de denunciar e orientar os tutores sobre as consequências desse crime de maus tratos. Outro aspecto que Mariana destaca diz respeito aos tipos de maus tratos: 

“Muitos praticam sem saber, como não trocar a água todos os dias, por exemplo”

No Brasil, caso você presencie maus tratos, alguns dos principais canais são:

Delegacias de Polícia: Os casos de maus-tratos contra animais são considerados crimes e podem ser denunciados em qualquer delegacia de polícia do país.

Ministério Público: é quem deve processar os acusados de maus-tratos contra animais.

IBAMA: Fiscaliza e combate crimes ambientais, atende apenas maus-tratos contra animais silvestres.

Delegacias Especializadas em Proteção aos Animais: disponíveis apenas em algumas cidades brasileiras, recebem todo tipo de denúncia de maus tratos.

Organizações de proteção animal: algumas organizações de proteção animal, como a Sociedade Protetora dos Animais (SPA) e a União Internacional Protetora dos Animais (UIPA), também oferecem canais para denúncias.

É importante lembrar que, ao denunciar um caso de maus-tratos, é fundamental fornecer o máximo de informações possível, como o local, data, hora, descrição do animal e do agressor, além de fotos e vídeos, se possível.